Mensagens

O DIÁRIO (DO ABSURDO?) DE PAPEL

LEITURAS - "A Gaivota" de Sándor Márai

O HOMEM TRANQUILO

IMPOSSÍVEL DE ATURAR

A PATRULHA DO "OLHAMESTE"!

UNS QUANTOS DILEMAS E O ESTADO DA ARTE

UM CRIME E UMA FUNDAÇÃO